You are currently browsing the category archive for the ‘Prosas em poesia’ category.

O sono se perde
No pensamento da noite
Se esconde na insônia
Que vence o cansaço
Onde fica o sonho
Para relaxar a ilusão
Perdido talvez
Diante de tanta preocupação
É insônia companheira
Em todas as noites Intermináveis…

Desabafo em letras,
As palavras do descontento,
Escondido na dor,
De ver em cada dia,
A famosa desarmonia,

Vejo a falta do pão,
A sobra do rancor,
O crescimento da dor,
Com a desunião de todos,
E a união dos falidos,

Sinto a desesperança,
Só resta a ganância,
Para ser melhor que outro,
Esquecendo o amanhã,
E nem o hoje vivendo,

Iludido estaria,
Se não fosse a dor,
Crescendo em minha´lma,
No escuro da perdição,
Sem a porta da saída!

Não guardo magoas,
Apenas saudades do que vivi,
E do que deixei de viver,

Não lembro da tristeza,
Mas, bons momentos com cada um,
Que em algum instante dividi,

Não penso na dor,
E sim na esperança de encontrar,
Quem para trás ficou,

O tempo é muito rápido,
E a vida, para ser vivida também,

O tempo fica para trás,
E as dores também,

O tempo quer curar cicatrizes,
E a esperança também…

Não ganho mais flores,
Nem mesmo sorrisos,
Abraços fraternos, já esqueci,
A vida secou, e nada restou…

Ando no silêncio, no escuro,
A esperança, não lembro mais,
Já a tristeza, essa me acompanha,
Tornas os dias frios e pálidos…

O que ajudaria, me perguntaria,
Não sei, responderia, no tempo,
Talvez seja o interesse perdido,
Ou mesmo, o caminho destruído…

Contudo, continuo a seguir,
Por qual lado, não sei,
O retorno do destino, nem espero,
Mas, as trilhas da vida seguirei…

Ainda que lembre o amor,
Já que não tenho medo de sofrer,
Pois tudo o que sei é a magoa da dor,
E agora, nem amar consola…

Um FIEL torcedor,

Ainda no primeiro tempo,

Mesmo com vitória,

Fica o desespero do segundo,

 

Lembra o lance da partida,

A tacada na contramão,

O impasse da falta,

E o gol de emoção,

 

O duro agora é lembrar,

Que ainda faltam,

Quase uma hora,

Para a alegria continuar…

“Meu coração é verde, amarelo, branco, azul-anil…”

O Brasil é um país sofrido,
De realidades diferentes,
Submersas umas nas outras,
Dias longos de um lado,
Noites curtas por outro.

Um País Colorido,
Cheio de raça e cor,
Ainda vive preconceito,
Medo, violência e diferença,
Mas, uma terra de palmeiras,

Onde cantam sabias,
E falam papagaios com alegria,
Um coração verde florestado,
Que luta para sobreviver,
Dos que matam sem pensar,

Águas limpas pelos lados,
Céu azul de norte a sul,
Rio cruzeiro pelos meios,
Peixes-vivos a transbordar,
De sustento pelos cantos,

Tenta bater o coração,
Ainda crescendo a poluição,
Acreditar em dias melhores,
Mesmo com tanta corrupção,
E quem sabe vencer a desilusão…

Jabor disse uma coisa muito séria, “Quem não da assistência, abre concorrência”… Parece incrível, mas, ele entende o coração de uma mulher!!! Não somos impossíveis, somos movidas a amor….

 

Mulher é o encanto da vida,

A magia de cada dia,

Que erram, acertam e aprendem,

 

Arriscam, mesmo que com todo medo,

Sem saber se vai ganhar ou perder,

Pois não vale deixar guardado,

O que incomoda e machuca…

 

Mulher é a verdade em todos os dias,

Ama incondicionalmente, e com todo ardor,

Nem que for mesmo por um eterno mês,

 

Quer sempre resolver tudo,

Esclarecer o dito, e acertar o não dito,

Por pontos e exclamações, admitir erros,

Mas, tentar entender o por que…

 

Quando parece quase impossível,

Transforma tudo em fácil e simples,

Mas, não entendem, e fazem silêncio,

 

E com isso transborda a agonia,

Vencendo a paciência, querendo desistir,

Porém é uma mulher, não deixa o fim vencer,

Procura explicação para o que nem precisava acontecer…

“…

“Libera a paz do meu coração…” diz:

             A respeito de seres humanos (como eu) perdidos em devaneios, em busca de solução

             para um mundo de ilusão, que muitas vezes perde seu chão….

“Libera a paz do meu coração…” diz:

             Isso daria uma poesia não???…rs…

Eduardo diz:

              rsrsrsrsrs”

 

Eis:

 

Ainda busco uma solução,

Para esse meu mundo,

Tão cheio de ilusão,

E que dentre tantas vezes,

Perde-se o chão,

Aquela plataforma,

Que fortalece a esperança,

E planta-se uma semente,

Do fruto chamado amor,

Aonde se cultiva alegria,

Aumentando a vontade,

De viver em plenitude,

Como cada dia passando,

Longe de um hoje perdido,

Eu encontraria…

Nos apaixonamos…

Em todos os instantes,

Por cada segundo,

E o dia inteiro!

 

O mundo se transforma,

Parece que a primavera,

É a única estação,

São as flores da paixão…

 

Mudamos a rotina,

Pois a imaginação invade,

E não sobra tempo,

Para a realidade!

 

Assim ficamos,

Esperando que tudo,

Tudo mesmo, seja rápido,

E que você repare logo…

 

Terças criativas…deve ser efeito bons fluídos… (essa me questiono se é desce ou do outro lado…)

 

Hoje parto rumo à eternidade,

Aos amigos, deixo o perdão,

Os inimigos, a amizade,

Aos amores, a saudade,

Os companheiros, o brinde felicidade,

Aos verdadeiros, a admiração,

Os passageiros, uma carona,

Aos fiéis, a minha história,

Os já partidos, minha chegada,

Aos que lêem muito prazer,

Os que me conhecem, até mais ver!