Estou cansada da inveja,
Da cisma, da injuria,
Um povo de violência,
Uma vida medíocre!

Por quê?
Pergunto eu,
De tanta ingratidão,
E desilusão…

Sofro sim,
Da triste realidade,
Um mundo perdido,
Com tanta indignidade…

Anúncios