Quantas poesias surgiram, dor, protesto, alegria… Mas, e o tempo que anda tão rápido, que não percebo…

Choro de dor, de silêncio,
A desilusão de cada dia,
Vivo perdida na sorte,

Um mundo infeliz,
Que corrói calado,
Aumenta o medo,

Sofro o preconceito,
De fazer diferença,
Por ser normal,

Calo sentida,
De ser dissolvida,
Nessa vida desiludida.

Anúncios