Sou por inteira um eu único,
Não disfarço a vontade,
Busco a sinceridade,
E cultivo a honestidade.

Dentro de mim a semente plantada,
Que busca crescer em um mundo,
Onde não tem a semeadura,
Só a seca do desafio de seguir,

Não me escondo da verdade,
Digna de uma grande responsabilidade,
Amar e perdoar, entender e crescer,
Porque aqui é passageiro, e logo acaba,

Ainda tenho a luta de cada dia,
Para entender o próximo,
Pois, acabo me perdendo sem saber,
Ser-se-á que desse mundo eu sou?

Anúncios