Como vou explicar para a saudade,
A questão da distância,
Se nem mesmo o curto justifica,
O longo então, será difícil aceitar!
 
Ela se perde porque não pode ver,
Mas, não esquece que o amor,
Ah, esse vai junto, onde quer que seja,
Ou melhor, por onde esteja…
 
E para ela entender então o tempo,
Por mais que os dias sejam rápidos,
Os segundo se tornam inacabáveis,
E ainda, o ultimo detalhe,
 
A semente deixada, para ser cultivada,
O amor brotado no ar, onde mostra,
Que o tempo, a distância, nada para,
Quando tão puro se ama… 

Anúncios