Fernando Pessoa sempre me inspira… Essa poesia dele então identifica cada um de nós… apenas um trecho que nunca me cansarei… “Autopsicografia”

 

“O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

Que chega a fingir que é dor,

A dor que deveras sente.”

 

 

Finjo, por entre frases,

O que a realidade esconde,

Do sentimento vivido,

 

Entrego nas palavras,

O que esconde o coração,

Por entre artérias volumosas,

 

Deixamos tudo de dentro sair,

E nada de fora interromper,

As poesias derretidas,

 

Muitas vezes de amor,

Outras tantas a dor,

Mas sempre com calor,

 

Que nos invade,

Com uma força invencível,

De desabafar o impossível,

 

Esquecemos que serão vistos,

E algumas vezes entendidos,

Mas, outras que podem assustar,

 

Tente entender poetas,

Insanos conscientes,

Que desperta por versos…

Anúncios