Pouco se sabe,

Para onde foi o amor,

Aquele sentimento puro,

Que deve ter se perdido,

Pelo caminho da ilusão,

A esperança passou,

Mas, por outro lado,

O respeito então,

Ninguém sabe, jamais viu,

Parece que por aqui,

Só ficou a inveja,

Aquela sutil proeza,

Que impera em corações,

Fazendo da guerra,

A realidade de cada dia…

Anúncios