Tem que ser selado, registrado, carimbado, avaliado, rotulado, se quiser voar…
 
Essa é para mim mesma, entrando em mais uma década, feliz, e tendo certeza que venho digamos, a 1% da minha… E claro, que inspirada com o presente, que será mais uma página do nosso livro (né Du) e, aliás, uma página que será especial (ou espacial como eu???..rs..)
 
O meu mundo infinito,
Tão longe desse já perdido,
 
Por pedras que desatinam no destino,
Faz acontecer o repentino,
 
E mesmo assim caminho na alegria,
Com aquele sorriso de cada dia,
 
Perco-me na esperança,
Redobrada por cada perseverança,
 
Aceito as provas, na serenidade,
Sendo com prazer na humildade,
 
A dor insistente que não existe,
Desfalece, e o sorriso persiste,
 
Vejo-me entre as estrelas, não as cadentes,
Mas, sim aquelas, as insistentes,
 
Por todos os passos analisados,
Talvez mentira, pois alguns escorregados,
 
Insisto, persisto e continuo,
Sim, procuro, corrijo e confio,
 
E vivo ainda com a emoção,
Mesmo sendo a felicidade na ilusão…

plut-plat2.jpg

Anúncios