“Há muito tempo eu vivi calado, mas agora resolvi falar…”
“E há tempos o encanto esta ausente…”
“E da metamorfose que eu sou…”
“Chega de tentar dissimular e disfarçar e esconder…”
“A longevidade do sentimento…”
 
O silêncio invade os momentos,
Como um apocalipse,
Rompendo a esperança,
E dissolvendo os dias,
Com difíceis lembranças,
 
Parece até a erupção,
Dos sentimentos profundos,
Desfalecendo por instantes,
Tão mal resolvidos,
Que as respostas se perderam,
E a verdade invadiu,
 
Não guardo nem ao menos,
O ontem que mesmo tão perto,
Quebrou-se em pedaços,
Espalhou-se de tal maneira,
Que derreteu nos sentimentos,
 
Nem o fim consigo chegar,
De tão perdida nesse “mundão”,
Que meus sonhos, e minhas ilusões,
Distorcem-se, evacuando por entre linhas,
Que endoidece toda aquela imensidão,
De vontades, desejos e vitórias…

Anúncios