Poesia para malandro, e claro, essa ouvindo Seu Jorge, “No jantar era a mesma fartura do almoço, E ainda tinha opção, É mais dei mole ela me dispensou…” ! Vacilão, perfeito! Fora na voz desse homem…
 
Dei amor, carinho,
E atenção,
Mimei, chamava de meu,
Sonhava contigo,
Fazia-te um Rei,
E você não pensou,
Pulou fora,
Foi malandro,
Quis a porta da saída,
E achou que tinha volta,
Eu então te mandei,
Esperar na esquina,
E feliz, acho que,
Entrava na sua,
Pois é meu caro,
Agora dançou,
Meu coração sofredor,
Já despertou,
E, um novo amor,
Espaço nele já tomou…
 
Não deixe de ouvir:
http://www.mp3tube.net/br/musics/Badi-Assad-e-Seu-Jorge-Vacilao/12600/

Anúncios