Puro saudosismo, juntando a Tom Jobim, que, aliás, começou por ele, “Mas quando me lembro são anos dourados…
 
Que saudade da infância,
Bons tempos aqueles,
Com alegria reviveria
 
Momentos,
Que de tão pequenos,
Tornam-se inesquecíveis,
 
A corrida até a esquina,
O esconderijo da sala,
Um bate-papo descontraído,
 
As tardes longas de festa,
Os verões interrompidos,
Pelas aulas da escola,
 
E hoje uma realidade,
Tão distante na imaginação,
Apenas vivida de uma verdade,
 
O crescer tão difícil de entender,
Um complexo na hora do viver,
De momentos tão diferentes daqueles…
 

Anúncios