Poetando… ouvindo Maria Rita, daí não escapou…”Ficou difícil, tudo aquilo, nada disso…sobrou meu velho vicio de sonhar…”, lá vai eu falar de amor… ou do tempo….
 
Já acostumei,
Com o seu vai e volta,
E insisto que com razão,
As portas se fecharam,
 
Seria o medo de amar,
Aquele que só na pratica,
Poderíamos descrever,
O que talvez estivesse sentindo…
 
E juntando todos os cacos,
Coloca a mascara da solidão,
Ainda diz que prefere o exílio,
Do que dar a chance ao coração,
 
Insiste que é forte,
Acho que como as pétalas,
De rosa, que se perdem,
Nos ventos dos tempos da vida…

Anúncios