Uma tarde boa, altas conversas, eu e um querido amigo proseando Lenine, acabou saindo essa para ambos…“Se você quer me seguir não é seguro…”
 
Sou um eu próprio,
De vários “eus” perdidos,
Que se dividem por entre lados,
Abragem infinitos,
E são diferentes em cada dia.
 
Hoje o sentido figurado,
Seria o mais apropriado,
Para entender um momento,
Que no presente não existe,
E no meu instante sobrevive…
 
Seriam muitas razões,
De raras opiniões,
Para tentar entender,
Ou mesmo decifrar,
Minhas pequenas emoções,
Só o tempo diria,
Porque tantos “eus”,
Para um único eu…

Anúncios