Por onde anda o amor?
Desvairado pelo mundo,
A procura de um rumo,
Ou no deserto,
Escondendo-se de um futuro?
 
A cada dia olhando ao redor,
Vejo a falta que faz a esperança,
Que tão perdida anda,
Sem destino nessa realidade,
Parada deve estar,
Esperando pela bonança da saudade.
 
E mais, o que fazer para entender,
Tanta coisa ao mesmo tempo,
Mesmo distante de uma certeza,
Virou um holocausto da coragem,
De acreditar no tempo com vontade,
E entender a paciência na bondade…

Anúncios