Ando Pedro Mariano.. “É quase amor, tipo casual….”
 
A Ilusão confunde um coração,
E mesmo tão cansado do destino,
Comove-se com o pouco da emoção,

O que resta de tanta desilusão,
Uma pobre e derretida esperança,
Tão supérfluo da verdade resolvida.
 
Tudo mistura o hoje, ainda desiludido,
Caminha devagar por cada instante,
Acreditando em um amanhã distante,
 
E ainda fica a vontade,
Procurando tentar um sentido,
De entender o que não tem resposta… 

Anúncios