“E ainda insisto…mais uma vez, ”Romântico é uma espécie em extinção”…Mas, to aqui….

O intransitivo e a insanidade,
De revirar o esquecido,
Por ainda não entender,
Se errei ou acertei,
Pela a alegria de uma mãe,
Com a vitória do filho,
Ou o amor de uma mulher,
Pela beleza de um homem,
Será a embriaguez,
Que misturou a verdade?


E ainda, me tem o tempo,
Que não apaga as dúvidas,
A qual a saudade deixou,
De respostas sem saídas,
Com perguntas incorretas,
Vontades amarradas,
Em dúvidas sem maldades,
De uma inocência enclausurada,
Na realidade de uma vida…

Anúncios