Concluindo que a vida é um holocausto…Porque não tem sentido, não tem saída, o ontem já faz muito tempo, e amanhã é um futuro muito distante…

Sorrio, para disfarçar,
O choro que me prende,
Da dor ferida que arde
Em meu peito…

Atravesso a rua do passado,
Para a avenida do futuro,
Mas, ela não tem começo,
E muito menos um fim!
 
Tento disfarçar o sentimento,
Mas, a marca é maior,
E ele aparece no constante.
 
É o tudo perdido da ilusão,
Junto com a decepção do coração,
E o dia tão longe da conclusão…

Anúncios