Positivismo da vida,
Aonde será que mora,
Diriam muitos,
Por onde anda,
Falariam outros,
E eu apenas recordo,
No coração de cada um!
 
Transformamos o puro,
No repleto de inutilidades,
Fazemos do simples,
Um complexo de desigualdade,
Cativamos no belo,
As durezas da escuridão,
E procuramos em nós,
Só os erros e condenação!
 
Para que tudo isso,
Se olharmos do lado,
E ver que o mundo sorri,
Quando queremos,
E que a vida nos espera,
Repleta de alegria,
Enquanto dos nossos corações,
Saírem às mágicas das emoções!

Anúncios