Devia ter feito Jornalismo, ou até mesmo, ter um espaço no Estadão e todo dia fazer comentários sobre política!!! Seria um abono de vida, um desabafo feliz que correria o Brasil!!! 

A Inadimplência da sutil existência,
Salve o arrombo democrático,
Da questão conjugado do Roubar!

Cada dia uma fortuna,
Por toda vez a esperteza,
É jogo aqui, e culpa lá!

Onde cabe tanta gente,
Ao tempo que sobra tanto dindin,
Em um País tão terceiro mundo!

Não sei de onde vem,
Sendo que na verdade,
Tanto é o que falta!

Desculpem-me seus políticos,
Em Brasília não há fome,
Mas na esquina, sobram bicos!

Fora lei que muda todo dia,
O número da pobreza,
Aumenta mais a cada dia,

Falam do mundo sobre a guerra,
E em nosso mundo, é a morte,
Do trafico, da sobrevivência e da violência!

Tentamos viver, como queima uma vela,
Gritando gol no futebol, e bola na trave,
E assistindo mais um capitulo da novela…

Anúncios