Ufa, havia começado essa em novembro do ano passado, e hoje terminei…

Cai a chuva,
Lava a alma,
Leva a tristeza,
Limpa o coração,
E acalma a paixão.

Ainda com a chuva,
Vai a tristeza que resta,
A dor que insiste,
O desamparo inválido,
Um melindre que não cansa,
E um desavém sem um fim,

Resta o barulho da chuva,
Que faz a música da paz,
Tranqüiliza o momento,
Reforça a limpeza da vida,
E inunda a leve esperança!

Anúncios