Quando o silêncio,
Resolve imperar,
Fico até mesmo sem saber,
Onde pisar!

A música não agrada,
Boas noticias não chegam,
E nem o sol para iluminar,
O dia que não quer passar,

Só resta o barulho da chuva,
Para talvez, inspirar,
Um o que sem razão,
E tão perdido na sofreguidão…

Anúncios