JIN– Compaixão, benevolência, amor incondicional para com a humanidade! Por onde será que anda??? Afinal, hoje só falamos em guerra, morte, caos…

A dor desamparada,
Que corrói o hoje do momento,
Não a alivio para os sentimentos,
E nem resposta para o desatino.

Ter a benevolência de olhar aos lados,
Esticar as mãos, e amparar os que buscam,
A realidade é a guerra e a mentira,
No fim, sobra o ódio e a morte!

Só resta então, a compaixão,
Em tão poucos corações,
Onde estará à verdade,
Para colher o trigo, e separar o joio…

Anúncios