Segunda-feira deve mesmo ser o dia da Ira…lembrar que voltamos a vida normal ou seria quase normal…

A cólera da desavença,
Realidade nua e crua,
Causa a inadimplência,
De uma fé descomunada.
 
Toma-me a Ira da desilusão,
De saber que no amanhã,
Tão distante do agora,
Não se cabe a esperança,

É a dor do sentido,
E a razão do perdido,
Nem o momento entende,
O que dói no coração.

O que restou do que passou,
As marcas da desavença,
Mais a derrota do amor,
E o machucado que ainda não cicatrizou…

Anúncios