Vida nova continua,
Um ontem que não acabou,
O vento que esfria,
E a chuva que não parou.

O resto que sobrou,
Ainda não tem explicação,
Migalhas perdidas,
Soltas na escuridão.

Sonho da esperança,
Perdido na multidão,
Onde andam as mudanças?
Que espera o coração.

O silêncio retumbante,
Findando a imaginação,
Sou mais um peregrino
No meio da ilusão.

Anúncios