Saudade,
Eta menina danada…
Que não sossega com nada,

Incomoda, mexe,
Não deixa o silêncio,
Ficar no coração…

Revira um passado,
Desaquieta uma sombra,
Cutuca um presente…

Nem sei mesmo,
Onde teria explicação,
Para essa dor de emoção,

Talvez seja um assim,
Um pouco assado do tempo,
E indisciplinado com o momento,

Como entender,
Tamanho desatino,
Que faz tanta parte do destino.

Anúncios